Clique aqui na imagem e ouça a Web Rádio ao vivo

Pages

segunda-feira, 4 de julho de 2022

Bolsonaro elogia Senado por PEC e cobra governadores do Nordeste a baixar combustíveis

FEIRA DE SANTANA, BA, E JOÃO PEDRO PITOMBO, BA (FOLHAPRESS) - O presidente Jair Bolsonaro (PL) elogiou, nesta sexta-feira (1º), a aprovação no Senado da PEC (proposta de emenda à Constituição) que autoriza o gasto de bilhões fora do teto de gastos, em ano eleitoral, e cobrou de governadores do Nordeste que abaixem o preço dos combustíveis.




As declarações foram dadas em visita a obra do rodoanel em Feira de Santana (a 109 km de Salvador). Apoiadores xingaram o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o governador Rui Costa (PT) durante a fala do chefe do Executivo.

A PEC foi aprovada na noite desta quinta-feira (30) no Senado com medidas que terão um custo total de R$ 41,25 bilhões. O texto dá aval ao governo para turbinar programas sociais até o fim do ano sem esbarrar em restrições da lei eleitoral, que existem para evitar o uso da máquina pública em favor de um presidente.

Ao falar sobre a aprovação da PEC, o presidente citou o aumento do Auxílio Brasil e errou ao dizer que o benefício foi majorado de R$ 400 para R$ 700 –na verdade, o valor será de R$ 600, com validade até dezembro deste ano.

O governo estava sob pressão diante da proximidade das eleições, com Bolsonaro em segundo lugar nas intenções de voto, e aliados voltaram a defender que o presidente aprovasse um pacote social urgentemente.

Bolsonaro ainda cobrou reconhecimento pela recente baixa nos combustíveis: "Eu perguntaria a vocês: estão gostando da baixa dos combustíveis? Há pouco me culpavam pelo aumento. Quando baixa, muito se calam".

Também provocou os governadores dos nove estados do Nordeste por entrarem na Justiça contra a lei que estabelece um teto da alíquota do ICMS sobre os combustíveis.

"Infelizmente, os nove governadores do Nordeste entraram na Justiça contra redução de impostos estaduais. Não querem colaborar com o povo. [...] Querem arrecadar cada vez mais e extorquir o contribuinte brasileiro", disse.

Mais tarde, em parada na cidade de Cruz das Almas, no Recôncavo baiano, o presidente voltou a falar da redução dos combustíveis e criticou o governador da Bahia, Rui Costa.

msn

Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Redes Sociais

. Twitter Google Plus Email Twitter Facebook Instagram email Email

As Mais Lidas do Site

Mudas Frutíferas

Sebrae

Assembleia Legislativa do Estado do Ceará

Blog do Rogério Gomes

Olhar Munipal com Fábio Tajra

Acordeon para iniciantes

Tempo Agora em Fortaleza

Ouça no Rádios Net

Total de visualizações do Site