Clique aqui na imagem e ouça a Web Rádio ao vivo

Pages

quarta-feira, 15 de junho de 2022

Mapa apreende 129 toneladas de sucos por suspeita de fraude ao consumidor

Foram identificados produtos adulterados com adição de açúcar e com rótulos irregulares.

Foto: Divulgação/Mapa

Em mais uma ação, auditores fiscais federais agropecuários do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) apreenderam cautelarmente por suspeita de fraude 103 toneladas de sucos concentrados de laranja, uva, maçã, tangerina e limão em duas indústrias localizadas em São Paulo e 15.350 quilos de suco concentrado em indústrias consumidoras no Rio Grande do Norte. A fiscalização apreendeu ainda 26,2 toneladas de sucos com rotulagem irregular em Pernambuco, por induzir o consumidor ao engano quanto à origem dos produtos. 

No estado de São Paulo, um dos estabelecimentos fiscalizado foi fechado, também de forma cautelar, devido à falta de condições higiênicas de produção, caracterizando risco iminente à saúde pública. O estabelecimento foi autuado e só poderá produzir novamente após melhorias nas condições de operação e na gestão da produção. 

Já no Rio Grande do Norte, foi constatado na fiscalização que as indústrias fabricavam outros produtos não alcoólicos a partir do suco concentrado fraudado, fornecido por uma das empresas paulistas. 

Amostras dos produtos foram coletadas e serão encaminhadas para análise no Laboratório Federal de Defesa Agropecuária no Rio Grande do Sul (LFDA-RS). A suspeita é que os produtos foram adulterados pela utilização de açúcar exógeno, ou seja, não proveniente da matéria-prima da fruta que deveria compor o sabor do suco. 

“Confirmados os resultados de fraude, os estabelecimentos serão autuados por adulteração de bebidas, conforme Regulamento da Lei 8.918/94. Além da inutilização dos produtos, tem-se como sanção a aplicação de multa que pode chegar a R$ 117.051,00 por lote fraudado”, informa o chefe da Divisão de Combate à Fraude e Clandestinidade do Mapa, Celso Franchini. 

Destruição de produtos fraudados

Em outra operação, conduzida no estado do Rio Grande do Sul, o Mapa acompanhou o descarte e destruição de 70 mil litros de sucos fraudados, impedindo o consumo desses produtos.

Conforme o Regulamento da Lei nº 8.918/94, aprovado pelo Decreto nº 6.871/09, as bebidas devem ter qualidade e quantidade dos componentes próprios de sua natureza ou composição, bem como deverão atender aos seus respectivos padrões de identidade e qualidade. “Desta forma, as bebidas que não atendem a estes requisitos são consideradas impróprias para o consumo e devem ter a comercialização impedida”, explica Franchini. 

Informações à imprensa
Patrícia Távora
imprensa@agro.gov.br

Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Redes Sociais

. Twitter Google Plus Email Twitter Facebook Instagram email Email

As Mais Lidas do Site

Mudas Frutíferas

Sebrae

Assembleia Legislativa do Estado do Ceará

Blog do Rogério Gomes

Olhar Munipal com Fábio Tajra

Acordeon para iniciantes

Tempo Agora em Fortaleza

Ouça no Rádios Net

Total de visualizações do Site