Clique aqui na imagem e ouça a Web Rádio ao vivo

Pages

sexta-feira, 10 de junho de 2022

IPCE registra aumento de 22,16% no acumulado anual em todos os setores

Elaborada mensalmente, pesquisa que calcula o balanço de 70 produtos do mercado atacadista em Maracanaú, o Índice de Preços da Ceasa do Ceará (IPCE) registrou um aumento geral de (+22,16%) no acumulado de 12 meses, de maio de 2021 a maio de 2022, nos cinco setores pesquisados: Frutas (+20,42%); Folha, Flor, Haste (+11,98%); Hortaliças Frutos (+20,74%); Raiz, Bulbo e Rizoma (+48,01%) e Cesta Básica (+14,15%).

Porém, no comparativo mensal entre abril de 2021 e maio deste ano, o setor de Frutas registrou queda de (-0,96%) e as que tiveram maior redução em seus preços foram o maracujá (-13,32%), a banana pacovan e prata (-10,23%) e o abacaxi (-9,08%). As frutas que apresentaram maiores aumentos foram a manga Tomy (+26,29%), o caju amarelo/vermelho (+25,82%) e a goiaba vermelha (+24,48%).

No setor de Folha, Flor e Haste, o repolho híbrido teve queda de (-6,50%) e a acelga (-1,08%). A couve-flor aumentou (+10,40%). No acumulado anual, o setor registrou queda de (-1,50%).

A maior queda registrada no setor de Hortaliças Frutos foi no tomate longa vida (-26,82%), seguido do tomate cajá (-24,47%) e o pimentão verde (-17,53%). Os aumentos de preços apresentados foram no pepino (+17,65%), na vagem macarrão (+5,61%) e na abóbora caboclo (+3,55%).  O setor registrou queda de (-12,79%) no comparativo anual entre abril de 2021 e maio de 2022.

No setor Raiz, Bulbo e Rizoma, preço em queda para a cenoura Nantes (-39,35%), beterraba roxa (-24,89%) e a batata inglesa (-24,63%). A cebola pêra lidera o aumento (+23,31%), seguida da cebola roxa (+6,61%) e do alho nacional e importado (+5,0%). O setor registrou queda de (-16,46%) no comparativo anual entre os meses de abril de 2021 e maio de 2022.

Dentre os itens da Cesta Básica, a maior queda registrada foi no preço do frango abatido/vivo (-5,33%), do açúcar cristal (-2,70%) e da carne suína (-1,27%). Aumento no preço da manteiga (+9,87%), do queijo coalho (+5,79%) e do feijão de corda (+3,84%). O setor apontou queda de (-3,26%) no comparativo anual.

Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Redes Sociais

. Twitter Google Plus Email Twitter Facebook Instagram email Email

As Mais Lidas do Site

Mudas Frutíferas

Sebrae

Assembleia Legislativa do Estado do Ceará

Blog do Rogério Gomes

Olhar Munipal com Fábio Tajra

Acordeon para iniciantes

Tempo Agora em Fortaleza

Ouça no Rádios Net

Total de visualizações do Site