Clique aqui na imagem e ouça a Web Rádio ao vivo

Pages

sábado, 29 de janeiro de 2022

Ondas swell podem ter provocado retorno de manchas de óleo à orla cearense, avalia pesquisador

 

Conforme Rivelino Cavalcante, manchas podem ter mesma origem das surgidas em 2019. Resultado, contudo, será cravado somente após análise técnica.




espalhamento de fragmentos de óleo ou piche (asfalto líquido) pelo Litoral Leste do Ceará, desde a última terça-feira (25), pode ter como causa o fenômeno de ondas conhecido como swell, somado à maré alta registrada desde a semana passada no Estado. Essa é a avaliação prévia do professor e pesquisador do Instituto de Ciências do Mar (Labomar), Rivelino Cavalcante, embora frise ser necessário ainda aguardar o resultado das análises.

"A nossa região se caracteriza por, nessa época, final e começo de ano, ter o swell, que nós conhecemos popularmente como ressaca. Além disso, esse swell veio acompanhado de uma maré de grande amplitude, que aconteceu desde a semana passada até agora. Foi isso. Se você olhar, em 2020 aconteceu a mesma coisa". 

Swell é o termo que define as ondas formadas em alto mar, em decorrência de tempestades, que podem ultrapassar três metros de altura. As formações acumulam energia suficiente para remover possíveis blocos de óleo submersos e levá-los até a costa. 

Até o momento, a existência do material foi confirmada oficialmente em, pelo menos, 10 praias em cinco municípios cearenses.

DN

Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Redes Sociais

. Twitter Google Plus Email Twitter Facebook Instagram email Email

As Mais Lidas do Site

Mudas Frutíferas

Sebrae

Assembleia Legislativa do Estado do Ceará

Blog do Rogério Gomes

Olhar Munipal com Fábio Tajra

Acordeon para iniciantes

Tempo Agora em Fortaleza

Ouça no Rádios Net

Total de visualizações do Site