Clique aqui na imagem e ouça a Web Rádio ao vivo

Pages

terça-feira, 9 de novembro de 2021

Salitre: Ematerce participa do lançamento do I Festival da Mandioca

O Festival contou com exposição de comidas feitas à base de mandioca, apresentações, oficinas de capacitação e concurso gastronômico.

A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Ceará (Ematerce), participou, nesta sexta-feira (5 de novembro), no município de Salitre, do I Festival da Mandioca. O evento contou com a participação do Secretário do Desenvolvimento Agrário, De Assis Diniz, do Presidente da Ematerce, Antônio Amorim, do prefeito e vice-prefeito de Salitre, Dôdô de Neoclides e Francisco Viana, respectivamente, da secretaria de Agricultura do município, Luzinete Andrade, do presidente da Fetraece, Raimundo Martins e diversas autoridades politicas entre secretários de agriculturas dos municípios vizinhos e representantes de outras instituições.

Durante o evento, o presidente da Ematerce, Antônio Amorim, falou ao público da importância do evento: “É importante que tenhamos esse momento como a valorização dessa atividade que representa a cultura do município e também do nosso Estado. Precisamos mecanizar os processos da colheita e outros processos. É preciso que as máquinas façam esse processo por nós”, comentou o presidente.

O cultivo e o processamento da mandioca, mandiocultura, é a principal atividade do município que conta com mais de 200 casas de farinha de mandioca, movimentando milhões por ano, além de gerar de emprego e renda para a população. Outro destaque do município são os hectares plantados de mandioca que, somente neste ano de 2021 já passam dos 15 mil hectares com previsão de recorde na próxima colheita que está estimada em 150 mil toneladas, aproximadamente.

Visitas à casa de farinha e fábrica de empacotar

Uma das principais casas de farinhas do município de Salitre é a casa de farinha do senhor Antônio Santos, empresário que, em um dia, produz de 500 a 600 sacos de farinha de mandioca.

Acompanhe a entrevista do produtor Antônio Santos no link abaixo:

Entrevista

Em outro estabelecimento fica a casa de farinha do senhor Elias Albuquerque ou Elias Nogueira, como é conhecido que hoje é administrada pelo seu filho, Gleydson Albuquerque. O senhor Elias é um dos pioneiros ou talvez o pioneiro com a cultura da mandioca no município. Orientado pela Ematerce, o produtor fez grandes avanços com o cultivo da mandioca no município que leva o selo de capital da mandioca.

A casa de farinha possui equipamentos que permitem uma grande produção. A casa de farinha do senhor Elias produz, a cada 8 horas, 60 sacas e uma média de 35 sacas de goma em 24 horas. Outro aliado do produtor nesse processo de mecanização da produção é a empacotadora que empacota 30kg por minuto. Veja o vídeo abaixo da empacotadora.

Tocador de vídeo
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Redes Sociais

. Twitter Google Plus Email Twitter Facebook Instagram email Email

As Mais Lidas do Site

Mudas Frutíferas

Sebrae

Assembleia Legislativa do Estado do Ceará

Blog do Rogério Gomes

Olhar Munipal com Fábio Tajra

Acordeon para iniciantes

Tempo Agora em Fortaleza

Ouça no Rádios Net

Total de visualizações do Site