Clique aqui na imagem e ouça a Web Rádio ao vivo

Pages

sexta-feira, 19 de novembro de 2021

Embrapa e ADAFSA, dos Emirados Árabes Unidos, assinam cooperação para projetos bilaterais

  



Uma nova fase de oportunidades para o compartilhamento e o desenvolvimento da pesquisa agropecuária internacional acaba de ser iniciada. Na terça-feira, dia 16 de novembro, a  Embrapa e a  Abu Dhabi Agriculture & Food Safety Authority (ADAFSA), dos Emirados Árabes Unidos (EAU), assinaram o Memorando de Entendimento que representa iniciativas de cooperação científica entre as duas instituições, em pelo menos cinco temas de trabalho para a execução de projetos bilaterais.

As áreas de interesse comum envolvem o cultivo de hortaliças sem solo, produção de mandioca e frutas sob condições salinas, prospecção genética para genótipos tolerantes à salinidade, fruteiras e melhoramento genético de forrageiras para cultivo em estresse salino e controle biológico de Rhynchophorus spp., importante grupo de insetos-praga de palmeiras, como o coqueiro e a tamareira, entre outros.

A solenidade de assinatura do documento, ocorrida nas instalações da ExpoDubai, foi capitaneada pelo presidente da Embrapa, Celso Moretti, e pelo diretor-geral da ADAFSA, H.E. Saeed Al Bahri Salem Al Ameri. “A colaboração entre pesquisadores da Embrapa e da ADAFSA é o primeiro passo para o intercâmbio de conhecimentos, que podem ser adaptados à realidade dos dois países”, disse Moretti.

“No caso brasileiro, por exemplo, o bioma Caatinga pode ser beneficiado com a experiência árabe com dessalinização da água do subsolo, também alvo de estudos da Embrapa, com agricultura biossalina e culturas como a erva sal, usada na alimentação animal com adaptação às regiões áridas e semiáridas”, comenta.

A Expo, este ano realizada em Dubai, é evento itinerante promovido a cada cinco anos, que teve início em 1º de outubro e prossegue até 31 de março do ano que vem, com a expectativa de atrair milhões de visitantes de todo o mundo. O objetivo da mostra é explorar o potencial da inovação científica e dos avanços tecnológicos de empresas privadas, ONGs e instituições do governo. O tema desta edição é “Conectando mentes, criando o futuro”, cujo foco são ações em três eixos: oportunidade, mobilidade e sustentabilidade.

De acordo com o Memorando de Entendimento, assinado entre Embrapa e ADAFSA, estão previstas a condução conjunta de projetos de pesquisa, visitas e intercâmbio de especialistas, a colaboração na organização de conferências, workshops e seminários, a concessão de bolsas a pesquisadores, programas de treinamento, fornecimento de instalações, equipamentos e laboratórios aos pesquisadores visitantes, publicações conjuntas e outras formas de cooperação em pesquisa.

Além disso, há a possibilidade de projetos de cooperação técnica (PCT), envolvendo as seguintes unidades descentralizadas: Embrapa Agroenergia (bioensaios com espécies vegetais ao estresse salino, geração do Banco de Dados “Sal da Terra” e prospecção de genes, alelos, promotores, marcadores moleculares para geração de genótipos tolerantes ao estresse salino); e Embrapa Hortaliças (cultivo sem solo de hortaliças, identificação de genótipos comerciais brasileiros de hortaliças com potencial de adaptação ao cultivo sem solo em ambiente controlado sob as condições dos EAU, eficiência de uso de água de Genótipos Comerciais Brasileiros (GCB) de hortaliças e testagem GCB sob salinidade e stress hídrico, em ambiente protegido).

Também poderão se envolver em PCTs, a Embrapa Mandioca e Fruticultura (plataforma de fenotipagem, prospecção, introdução e avaliação de espécies vegetais tolerantes à salinidade: mandioca e frutas tropicais; implantação de sistemas de cultivo de mandioca e abacaxi e transferência de variedades de elite de mandioca e fruteiras tropicais, com potencial de adaptação; a Embrapa Semiárido (introdução e avaliação de genótipos de plantas de acerola, goiaba, manga, pera e uva; prospecção, introdução e avaliação de espécies vegetais tolerantes à salinidade: alimentar, forrageiro, bioenergético, farmacêutico, cosmético; controle biológico de pragas e doenças das frutíferas tropicais e subtropicais e seleção genômica e edição genômica para programas de melhoramento de frutas) ea Embrapa Tabuleiros Costeiros (controle biológico de dos insetos-praga Rhynchophorus palmarum (Brasil) e Rhynchophorus ferrugineus (EAU), por meio de seleção de cepas de fungos entomapatogênicos, avaliação de semioquímicos e desenvolvimento de métodos de captura destes insetos).

 

Sobre a ADAFSA

A Abu Dhabi Agriculture & Food Safety Authority (ADAFSA) é a autoridade governamental local responsável pela política de agricultura, segurança alimentar e biossegurança no Emirado de Abu Dhabi, com a missão de desenvolver um setor sustentável de agricultura e alimentos e proteger a saúde dos animais e plantas para melhorar a biossegurança e alcançar a segurança alimentar. Além disso, é responsável pela elaboração de planos, programas e atividades no campo da agricultura e segurança alimentar.

 

Kátia Marsicano (MTb DF 3645)
Secretaria de Inteligência e Relações Estratégicas (Sire)

Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Redes Sociais

. Twitter Google Plus Email Twitter Facebook Instagram email Email

As Mais Lidas do Site

Mudas Frutíferas

Sebrae

Assembleia Legislativa do Estado do Ceará

Blog do Rogério Gomes

Olhar Munipal com Fábio Tajra

Acordeon para iniciantes

Tempo Agora em Fortaleza

Ouça no Rádios Net

Total de visualizações do Site