Clique aqui na imagem e ouça a Web Rádio ao vivo

Pages

quinta-feira, 26 de agosto de 2021

SUS: Os atendimentos e tratamentos odontológicos pelo SUS vão ganhar reforço de R$ 1,7 milhão do Ministério da Saúde até dezembro de 2022.


 Os atendimentos e tratamentos odontológicos pelo SUS vão ganhar reforço de R$ 1,7 milhão do Ministério da Saúde até dezembro de 2022. Portaria publicada nesta terça-feira (24) credencia estados e municípios para o recebimento de incentivo financeiro federal de custeio aos Centros de Especialidades Odontológicas (CEO).

[Link portaria: https://in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-gm/ms-n-2.088-de-23-de-agosto-de-2021-340140735 ]

No total, o Ministério da Saúde libera R$ 424,6 mil para os centros que serão credenciados até dezembro deste ano. Para 2022, estão previstos mais R$ 1,27 milhão. Os Centros de Especialidades Odontológicas são estabelecimentos que oferecem à população atendimento em serviços de saúde bucal, como diagnóstico, com ênfase na detecção do câncer de boca, periodontia especializada, cirurgia oral menor dos tecidos moles e duros e endodontia.

“Os novos credenciamentos somam-se a expansão e a manutenção de CEOs e Laboratórios de Prótese dentária que temos feito desde 2020. Só no ano passado credenciamos 2.696 novas equipes de saúde bucal, representando incremento de 3% em relação a 2019. Ainda no ano passado houve a entrega de recursos financeiros para a aquisição de cadeiras odontológicas para 100% das equipes implementadas entre 2019 e maio de 2020, um investimento no valor de R$ 15 milhões”, afirma o secretário de Atenção Primária à Saúde, Raphael Câmara.

Os Centros de Especialidades Odontológicas também são locais aptos a atender pessoas com necessidades especiais, tendo a ampliação e a qualificação desse serviço previstos por lei desde 2017. Por isso, a portaria publicada nesta terça ainda concede a sete CEOs adesão à Rede de Cuidados à Pessoa com Deficiência (RCPD)

Centros de Especialidades Odontológicas

Atualmente, há 1.175 CEOs espalhados pelo Brasil. Cada CEO credenciado recebe mensalmente de R$ 8.250 a R$ 19.250, dependendo do tipo e dos serviços que oferece. Já os centros aderidos à RCPD recebem um adicional de R$ 1.650 a R$ 3.850. Os municípios, estados e Distrito Federal passam a receber os recursos após o funcionamento do serviço ser efetivado e atestado pelo gestor junto ao Ministério da Saúde.

Fonte: Ministério da Saúde

Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Redes Sociais

. Twitter Google Plus Email Twitter Facebook Instagram email Email

As Mais Lidas do Site

Mudas Frutíferas

Sebrae

Assembleia Legislativa do Estado do Ceará

Blog do Rogério Gomes

Olhar Munipal com Fábio Tajra

Acordeon para iniciantes

Tempo Agora em Fortaleza

Ouça no Rádios Net

Total de visualizações do Site