Clique aqui na imagem e ouça a Web Rádio ao vivo

Pages

segunda-feira, 2 de agosto de 2021

Probiótico alternativo para intolerantes a lactose e veganos é criado pela UFC e UFMA

 Foto: UFC

Pessoas com intolerância a lactose ou veganas terão um alimento funcional alternativo a bebidas lácteas para garantir benefícios à saúde e qualidade de vida através do primeiro néctar de frutas probiótico criado pela Universidade Federal do Ceará (UFC), em parceria com a Universidade Federal do Maranhão (UFMA). A invenção conquistou a 13ª carta patente da UFC.

Segundo o Departamento de Engenharia de Alimentos da UFC, os probióticos são bactérias benéficas à saúde humana: “os alimentos que trazem esses microrganismos promovem bem-estar e saúde, em virtude dos nutrientes ofertados e da redução do risco de doenças. Os probióticos estão associados ao controle dos níveis de colesterol, à estimulação do sistema imune, ao alívio da constipação e ao aumento da absorção de minerais, sem contar que ainda apresentam efeitos anticarcinogênicos e anti-hipertensivos”.

A expectativa é de que o néctar probiótico possa ser comercializado pela indústria de alimentos no ramo de bebidas a partir de frutas como cupuaçu, açaí, ciriguela, caju, goiaba, acerola, manga, murici, abacaxi, uva, tangerina, maracujá, cajá e carambola. Com a expedição da carta patente pelo INPI, que dá direito à exploração da invenção pelo seu titular, o próximo passo é a prospecção de empresas do setor de bebidas, dando visibilidade à tecnologia patenteada e ao licenciamento da tecnologia.

Estudos

A escolha inicial para a pesquisa foi o cupuaçu, fruta de alto valor nutricional. Os estudos foram motivados, segundo a UFC, pela busca de uma solução probiótica para pessoas com restrição ao leite na dieta. Alimentos lácteos são normalmente mais propensos à sobrevivência dos microrganismos probióticos.

O maior desafio, segundo as pesquisadoras, é “fazer com que o probiótico mantenha sua viabilidade mesmo diante do baixo pH do produto (alta acidez), o que pode inibir o crescimento desse microrganismo”. A pesquisa iniciou em 2010 e faz parte do doutorado da professora Ana Lúcia Fernandes Pereira, sob orientação da professora Sueli Rodrigues.

Conforme divulgou a UFC, a vantagem de sucos probióticos é dos alimentos também conterem nutrientes como minerais, vitaminas, fibras e antioxidantes, trazendo ainda mais qualidade de vida aos consumidores.

Fonte: Universidade Federal do Ceará

Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Redes Sociais

. Twitter Google Plus Email Twitter Facebook Instagram email Email

As Mais Lidas do Site

Mudas Frutíferas

Sebrae

Assembleia Legislativa do Estado do Ceará

Blog do Rogério Gomes

Olhar Munipal com Fábio Tajra

Acordeon para iniciantes

Tempo Agora em Fortaleza

Ouça no Rádios Net

Total de visualizações do Site