Clique aqui na imagem e ouça a Web Rádio ao vivo

Pages

segunda-feira, 2 de agosto de 2021

Crescem Incêndios registrados no Ceará em 2021

Dos sete primeiros meses deste ano, seis tiveram mais queimadas no comparativo com 2020. O cenário, que já é de alerta, tende a se agravar no último trimestre.

O número de queimadas registradas no Ceará ao longo dos sete primeiros meses deste ano é 91,6% superior no comparativo a igual período de 2020. Entre janeiro e julho deste ano, foram 343 focos de incêndios, contra 179 do ano passado. Os números são do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

Apesar do substancial aumento verificado neste intervalo, o cenário ainda deve piorar. Isso porque a temporada das queimadas no Estado tende a se intensificar a partir do próximo mês. De agosto em diante, os focos crescem em escalada. A média histórica de queimadas para agosto é de 808 queimadas e, em dezembro, essa média chega a 4.816. 

O aumento exponencial dos incêndios no último trimestre do ano deve-se á combinação das altas temperaturas, ausência de chuva e fortes ventos. Estes fatores, segundo a gerente de meteorologia da Funceme, Meiry Sakamoto, quando unidos são propícios a queimadas e, como agravante, os focos costumam a espalhar em maior rapidez.

A proximidade da temporada quente, com a vegetação seca e ventos fortes no Sertão traz enormes preocupações para a Corporação Militar tendo por base a quantidade elevada de incêndios que ocorreram nos anos anteriores.
Mardens Vasconcelos
Subcomandante do Corpo de Bombeiros de Sobral.
FONTE: Diário do Nordeste.
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Redes Sociais

. Twitter Google Plus Email Twitter Facebook Instagram email Email

As Mais Lidas do Site

Mudas Frutíferas

Sebrae

Assembleia Legislativa do Estado do Ceará

Blog do Rogério Gomes

Olhar Munipal com Fábio Tajra

Acordeon para iniciantes

Tempo Agora em Fortaleza

Ouça no Rádios Net

Total de visualizações do Site