Clique aqui na imagem e ouça a Web Rádio ao vivo

Pages

terça-feira, 15 de junho de 2021

Aprovadas atualização do Fedaf e Hora de Plantar como política de Estado

Aprovadas atualização do Fedaf e Hora de Plantar como política de Estado

Texto: Antônio Cardoso e André Gurjão | Imagem: André Gurjão

Na tarde desta quinta-feira (10), a Assembleia Legislativa do Estado do Ceará aprovou a atualização do Fundo Estadual de Desenvolvimento da Agricultura Familiar (PL 18/21) e tornou o Projeto Hora de Plantar uma política pública de Estado (PL 66/2021). A proposta de autoria do Governo do Ceará fornece mais segurança ao homem e a mulher do campo ao semear a terra e permite mais investimento em projetos produtivos.

O projeto teve origem na década de 80 como “Arrancada da Produção” e se consolidou como referência nacional ao distribuir sementes e mudas de elevado potencial genético. Em sua 34ª edição, a iniciativa idealizada por Eudoro Santana, distribuiu 3.410 toneladas de sementes de milho híbrido e variedade, sorgo forrageiro e feijão caupi. No total, 155 mil agricultores foram atendidos com um investimento de R$ 19 milhões do Fecop.

“O Estado distribui através dos técnicos da Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA) e da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ematerce) sementes de alto padrão genético. Essas sementes têm que ter capacidade de germinação acima de 80% e cadastradas e fiscalizadas pelo Ministério da Agricultura”, explica Nelson Martins, assessor especial de Relações Institucionais do Governo do Ceará.

Além da distribuição das sementes, somente até março deste ano, o projeto também entregou 5 mil m3 de manivas de mandioca, 6,262 milhões de raquetes de palma forrageira e 736 mil mudas, entre frutíferas, de caju anão precoce e essências florestais nativa. A proposta do governador Camilo Santana receberam emendas dos deputados Moisés Brás, Elmano de Freitas, Renato Roseno e Júlio César.

“o Estado do Ceará deve atingir uma safra agrícola de mais de 775 mil toneladas de cereais, leguminosas e oleaginosas e o Hora de Plantar é uma política pública decisiva para que possamos compreender este resultado”, opina o secretário De Assis Diniz citando os dados do último Levantamento Sistemático de Produção Agrícola (LSPA/IBGE).

Incentivo à produção

O rol de investimentos também ganhou o reforço com o aprimoramento das regras de acesso aos seus recursos do Fedaf. A reestruturação possibilita o desenvolvimento social, econômico e tecnológico da agropecuária e atinge as áreas fundiária, agroindustrial e atividades não-agrícolas. Destaque especial para a agroecologia e a economia solidária.

“Por exemplo, a mensagem encaminhada pelo governador possibilita, a utilização de recursos oriundos de empréstimos, sejam do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), ou bancos nacionais ou estrangeiros, como o Banco Mundial”, pontuou Nelson Martins. “Isso um aporte maior de recursos e modernização da atividade produtiva desenvolvida pelo homem e pela mulher do campo”, conclui De Assis.

Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Redes Sociais

. Twitter Google Plus Email Twitter Facebook Instagram email Email

As Mais Lidas do Site

Mudas Frutíferas

Sebrae

Assembleia Legislativa do Estado do Ceará

Blog do Rogério Gomes

Olhar Munipal com Fábio Tajra

Acordeon para iniciantes

Tempo Agora em Fortaleza

Ouça no Rádios Net

Total de visualizações do Site