Clique aqui na imagem e ouça a Web Rádio ao vivo

Pages

quinta-feira, 7 de janeiro de 2021

Ex-aluno da Fatec Cariri cria iogurte em pó


 Ex-aluno da Fatec Cariri cria iogurte em pó

O iogurte como conhecemos está prestes a mudar. O ex-aluno da Faculdade de Tecnologia Centec (Fatec) Cariri, Emanuel Oliveira, atualmente professor e pesquisador do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) campus Pau dos Ferros, criou o iogurte em pó. A inovação surgiu a partir de sua tese de Doutorado, que resultou na criação de um produto que não necessita de refrigeração, com maior durabilidade, mais prático e que mantém as características nutricionais e funcionais do lácteo tradicional.

O pesquisador já conquistou duas patentes no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) relacionadas à inovação e aguarda a certificação para a busca de novas parcerias que levem a novidade ao mercado. “Os próximos passos estão em segredo de pesquisa, mas a tendência é de desenvolvermos outros produtos a partir desta inovação. Ainda não temos outros parceiros, além das instituições envolvidas na pesquisa - IFRN e UFCG -, mas com o registro da patente, e após a certificação pelo INPI, poderemos fecharmos novas parcerias e contratos”, explica.

Egresso da Fatec Cariri

Foi na Faculdade do Centec, em Juazeiro do Norte, que Emanuel concluiu a sua primeira graduação. Ele fez parte da primeira turma do curso superior de Tecnologia em Alimentos credenciada pelo MEC, concluído em 2009. Além de professor e pesquisador do IFRN, ele também é diretor geral do campus Pau dos Ferros onde leciona, no Rio Grande do Norte. É mestre e doutor em Engenharia Agrícola pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) e possui pós-doutorado em Engenharia Química pela Universidade de Coimbra, em Portugal.

Ele destaca que a Fatec foi um alicerce indispensável para seu sucesso profissional. “Foi lá que, através do grupo de professores e da excelente estrutura de laboratórios, que despertei o interesse pela pesquisa científica, fui motivado pelos professores a continuar além da graduação, fazer mestrado, doutorado, participar de concursos. A Fatec foi a minha base. Eu a tenho como referência de instituição e se cheguei até onde estou hoje, esta faculdade foi a minha porta de entrada na pesquisa científica”, agradece o profissional.

Ele aconselha que os estudantes do Centec aproveitem ao máximo as oportunidades proporcionadas pela instituição. “Se beneficiem da infraestrutura, do corpo docente e de todas as oportunidades de pesquisas que a faculdade tem a oferecer, pois ela é uma base de formação profissional. Agarrem com todas as forças e tentem aproveitar ao máximo, absorver tudo o que a instituição tem. Sigam em frente, façam mestrado, doutorado, e se dediquem à pesquisa científica, pois ela é fundamental para o desenvolvimento do nosso país”, pondera o professor.


Com informações e foto da Assessoria de Comunicação da IFRN.

Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Redes Sociais

. Twitter Google Plus Email Twitter Facebook Instagram email Email

As Mais Lidas do Site

Mudas Frutíferas

Sebrae

Assembleia Legislativa do Estado do Ceará

Blog do Rogério Gomes

Olhar Munipal com Fábio Tajra

Acordeon para iniciantes

Tempo Agora em Fortaleza

Ouça no Rádios Net

Total de visualizações do Site