Clique aqui na imagem e ouça a Web Rádio ao vivo

Pages

sexta-feira, 2 de outubro de 2020

Campanha #MulheresRurais, mulheres com direitos promove 15 dias de iniciativas transformadoras

 

Campanha #MulheresRurais, mulheres com direitos promove 15 dias de iniciativas transformadoras

2 de outubro de 2020 às 16:29  0

A campanha #MulheresRurais, mulheres com direitos deu início esta semana a um período de 15 dias de ação para a visibilidade de iniciativas transformadoras que ajudem a transformar a vida de mulheres rurais, indígenas e afrodescendentes.

Durante os próximos dias, serão compartilhadas histórias de mulheres rurais promotoras da alimentação saudável, guardiãs da terra, líderes e empreendedoras, com base em três eixos: direitos e autonomia econômica; papel produtivo em sistemas agroalimentares; redução de lacunas e uma vida livre de violência. No dia 15 de outubro, encerra-se a ação com a celebração do Dia Internacional das Mulheres Rurais.

Em 2020, diante da pandemia da COVID-19, a campanha busca reconhecer a liderança, as capacidades e as necessidades urgentes das mulheres rurais, indígenas e afrodescendentes, uma vez que as elas não pararam de trabalhar para responder à demanda por alimentos nas cidades e comunidades rurais, assim como a necessidade de alimentar suas próprias famílias.

Desde antes da pandemia, as mulheres rurais enfrentavam uma gigantesca sobrecarga de trabalho produtivo, familiar e doméstico, pelo qual não recebem pagamento. Os desafios da pandemia apenas tornaram essa situação mais complexa, pois as mulheres ainda devem dedicar parte de seu tempo a cuidar de crianças que deixaram de ir à escola e de doentes e pessoas da terceira idade. Somados a essa situação crítica estão os recentes relatórios sobre o aumento da violência de gênero, como resultado das medidas de quarentena e isolamento social que foram implementadas pelos países.

Campanha 2020

Este é o 5º ano da campanha #MulheresRurais, mulheres com direitos. O lançamento nacional aconteceu em julho deste ano, no Palácio do Planalto, com a presença do presidente Jair Bolsonaro, da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, e das ministras Tereza Cristina, da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Damares Alves, da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), e do representante da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) no Brasil, Rafael Zavala.

A campanha é uma iniciativa conjunta, de âmbito internacional e intersetorial, e tem como objetivo dar visibilidade às mulheres rurais, indígenas e afrodescendentes que vivem e trabalham em um contexto de desigualdades estruturais e desafios sociais, econômicos e ambientais, agravado pelo impacto da pandemia de COVID-19 na América Latina e Caribe. Só na região, mais de 60 milhões de mulheres vivem em territórios rurais.

Entre as ações que integram a campanha estão a identificação e difusão de experiências e conhecimentos sobre o poder transformador das mulheres rurais, indígenas e afrodescendentes, que levem até as mulheres do campo o conhecimento de direitos e políticas públicas ao seu alcance. A edição deste ano quer dar visibilidade também às mulheres como guardiãs e promotoras do desenvolvimento.

Na imagem em destaque: Mulheres que trabalham no plantio de hortaliças orgânicas no Assentamento Vista Alegre em Quixeramobim, no Ceará.

Repórter Ceará – ONUBR (Foto: FAO)

Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Redes Sociais

. Twitter Google Plus Email Twitter Facebook Instagram email Email

As Mais Lidas do Site

Sebrae

Assembleia Legislativa do Estado do Ceará

Blog do Rogério Gomes

Olhar Munipal com Fábio Tajra

Acordeon para iniciantes

Tempo Agora em Fortaleza

Ouça no Rádios Net

Total de visualizações do Site