Clique aqui na imagem e ouça a Web Rádio ao vivo

Pages

quarta-feira, 25 de maio de 2022

Projeto que indica a criação do Portal da Popular do Nordeste segue para avaliação do Poder Executivo.

 







Fortaleza poderá ter Portal da Popular do Nordeste, a iniciativa tem de n. 0030/2022, tem como autor o Vereador Marcelo Lemos que atua diretamente em ações que impulsionam setores sociais como economia solidária, apoio aos bairros e programas culturais.

A matéria, aprovada na manhã da última quarta-feira (25.04), indica a real necessidade de operacionalizar espaço físico, virtual e logístico cem por cento voltado para realização de atividades culturais diversas, debates, seminários e outras ações de apoio aos produtores culturais.

“A cultura nordestina é uma das mais ricas e merece todo suporte dos poderes públicos” – Marcelo Lemos.


Ascom/FT

Share:

Prazo para municípios enviarem dados sobre saneamento termina em 30 de maio

Informações, que serão usadas para atualização do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS), são pré-requisito para que as cidades tenham acesso a recursos federais para obras de saneamento.

Saneamento

Brasília (DF) – O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) informa que o prazo para que os municípios brasileiros prestem informações para a atualização do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS) termina na próxima segunda-feira (30). A ferramenta é fundamental para o planejamento do saneamento básico no País, tanto para as instâncias federais como também para estados e municípios.

O coordenador-geral de Gestão Integrada da Secretaria Nacional de Saneamento (SNS) do MDR, Paulo Rogério dos Santos e Silva, destaca a importância de os municípios acessarem o sistema e preencherem os formulários de água e esgotoresíduos sólidos e águas pluviais.

“Os municípios que não preencherem as informações ficarão inadimplentes com o SNIS e, com isso, serão impedidos de obter recursos federais para investimentos em saneamento básico”, alerta Santos e Silva. Essa regra faz parte do Novo Marco do Saneamento (Lei nº 14.026, de 15 de julho de 2020), que atualizou a Lei nº 11.445, de 5 de janeiro de 2007.

O SNIS

O Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS) é o maior e mais importante sistema de informações do setor de saneamento brasileiro e tem uma base de dados com informações e indicadores sobre a prestação de serviços de água e esgotos, manejo de resíduos sólidos urbanos e drenagem e manejo das águas pluviais urbanas.

O Novo Marco Legal do Saneamento Básico fortaleceu a importância do SNIS. Além da adimplência no fornecimento de informações ao sistema ser condição para acesso a recursos federais, também é preciso comprovar os índices de perdas mínimos, e para isso é necessário que os dados estejam no sistema.

A coleta de dados

Os dados do SNIS são coletados anualmente junto aos municípios e aos prestadores de serviços de saneamento básico, seguindo o cronograma de coleta de cada componente. Os formulários de preenchimento contêm informações de caráter institucional, administrativo, operacional, gerencial, econômico-financeiro, contábil e de qualidade da prestação de serviços e estão disponíveis neste link.

Fonte: gov.br/mdr

Share:

Programa de financiamento estudantil do FNE é premiado pela Associação Latino-americana de Instituições Financeiras para o Desenvolvimento

A solenidade de premiação foi na última sexta-feira (20), durante a 52ª Assembleia Geral da Associação Latino-americana de Instituições Financeiras para o Desenvolvimento (Alide), em Curaçao (Venezuela).


Prêmio FNE FIES

O FNE P-Fies visa proporcionar o acesso à formação profissional com o financiamento de 100% do valor da mensalidade. Imagem: Freepik

O programa de financiamento estudantil – FNE P-Fies vem funcionando desde 2017, quando foi decidido pelo Conselho Deliberativo da Sudene que o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) passaria a ter os fundos constitucionais de financiamento e de desenvolvimento como fonte de recursos. O FNE – considerado um instrumento importante para o desenvolvimento regional – é operacionalizado pelo Banco do Nordeste e tem suas diretrizes, prioridades, programação e orçamento aprovados pelo Conselho Deliberativo da Sudene. Através da Programação Regional do Fundo, as duas instituições estabelecem as condições de financiamento para o FNE P-Fies, em sintonia com as diretrizes do Governo Federal e as orientações do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR).

O FNE P-Fies tem o objetivo de diminuir as desigualdades regionais e prover o mercado com mão de obra qualificada para atendimento da demanda do setor produtivo da Região. Ele levou o prêmio Alide 2022 de melhor prática entre as instituições de desenvolvimento na categoria "produtos financeiros". Para o superintendente da Sudene, general Araújo Lima, o prêmio internacional recebido pelo FNE P-Fies é um reconhecimento do trabalho em conjunto entre a Sudene e o Banco do Nordeste e da importância da política pública adotada, voltada para melhorar os índices educacionais da área de abrangência das duas instituições (Nordeste e parte dos estados de Minas Gerais e Espírito Santo).

O programa visa proporcionar o acesso à formação profissional com o financiamento de 100% do valor da mensalidade. O pagamento do crédito pode ser feito em até três vezes o tempo de duração do curso, sendo 35% do valor da mensalidade mais os juros no mês subsequente ao desembolso. Os valores são pagos pelos estudantes em condições especiais ainda durante realização do curso. Para conseguir o financiamento, o estudante precisa ter participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), a partir de 2010, e obtido média das notas das provas igual ou superior a 450 pontos, além de ter nota maior que zero na redação. Para receber o financiamento estudantil os estudantes devem estar regularmente matriculados em instituições de ensino de cursos superiores não gratuitos, com avaliação positiva e cadastrados pelo Ministério da Educação.

Educação é prioridade para a Sudene

Só nos quatro primeiros meses de 2022, foram aplicados R$ 11 milhões no FNE P-Fies, valor que equivale à metade do que foi realizado durante todo o ano de 2021. Para balizar a aplicação dos recursos do FNE no programa, a Sudene elaborou um estudo em 2018 indicando as áreas de ensino prioritárias para a concessão de financiamento estudantil, considerando as vocações produtivas regionais e locais para minimizar as carências efetivas ou potenciais do mercado de trabalho.

As áreas apontadas como prioritárias para o financiamento foram engenharia, produção e construção; ciências, matemática e computação; agricultura e veterinária; educação; saúde e bem estar social. O estudo realizado pela superintendência conclui que estes campos do saber são importantes agentes para a instalação de infraestrutura, o desenvolvimento de projetos baseados em tecnologia da informação, comunicação e inovação e o estímulo ao setor agropecuário. A autarquia afirma, ainda, que a decisão também contribui com a formação de profissionais para suprir a carência em educação básica e auxiliar a execução das políticas públicas na área da saúde.

Segundo o general Araújo Lima, “o apoio à educação é fundamental para combater as desigualdades na formação dos jovens, contribuindo para criar oportunidades de forma mais justa”. O gestor destacou, ainda, que o Plano Regional de Desenvolvimento do Nordeste (PRDNE) contempla ações que buscam alcançar esses objetivos e um dos seus eixos estratégicos é o de “Educação e Desenvolvimento de Capacidades Humanas”. Os programas do eixo são voltados para elevação da taxa de alfabetização, com foco tanto nos jovens, quanto na primeira infância; melhoria na qualidade dos ensinos fundamental e médio, reduzindo a diferença entre o IDEB da rede privada e o IDEB da rede pública; investimento em ações de capacitação profissional, elevando o percentual de matrículas de jovens e adultos no ensino médio na forma integrada à educação profissional; e fortalecimento da educação superior, aumentando a taxa líquida de escolarização.

Por Carla Pimentel

Share:

Projeto Semace Integra reúne técnicos de Fortaleza e Sobral visando integração e assertividade de funções entre setores

  

A qualidade funcional e operacional de uma instituição dependem da assertividade e integração de uma equipe. É nessa perspectiva que a Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace) promoveu encontro de técnicos da sede de Fortaleza com técnicos da Diretoria Regional de Sobral (Disob), nessa terça-feira (10), na Disob.

A ação faz parte do projeto institucional Semace Integra, que objetiva, por meio da integração de setores da autarquia, a melhoria das funções e demandas de rotina. “É preciso promover a troca e a conexão através desses momentos, ressignificando processos também. Por isso vamos continuar com essa sistemática visando nosso crescimento, que é o crescimento da autarquia”, declarou a superintendente adjunta, Virgínia Carvalho, que conduziu o momento.

Participaram do evento técnicos das assessorias de Desenvolvimento Institucional (Asdip) e de Comunicação (Ascom), Diretoria Administrativa Financeiro (Diafi), gerências de Fiscalização (Geju), de Proteção e Controle Ambiental (Gecon) e de Cadastro e Extensão Florestal (Gecef).

  

Durante o encontro, eles trocaram informações sobre funções, procedimentos, sistemas, padronização, desafios, dentre outros aspectos além de participarem de dinâmica grupal. “Vamos tentando nos ajustar conforme analisamos as demandas de cada encontro”, disse o assessor da Asdip, Edilson Holanda.

Para o diretor da Disob, Cleverton Caçula, “é uma iniciativa muito importante e que define a evolução da Semace, que sobe mais um degrau no conceito de qualidade no intuito de aproximar as regionais a Fortaleza e, na padronização de procedimentos dos diversos setores, enfatizou o gestor regional.

Ainda conforme Cleverton, “o projeto vem para melhor a comunicação e eficiência em atender nossa sociedade, nos nossos 45 municípios que essa regional de Sobral contempla”, concluiu.

Ana Luzia Brito
Ascom Semace

Share:

Ibama disponibiliza novo requerimento para adesão à conciliação ambiental independente de audiência








Brasília (10/05/2022) - O Ibama informa aos interessados em aderir a uma das modalidades de conciliação ambiental do processo sancionador, que está disponível novo requerimento para uso da ferramenta sem obrigatoriedade de audiência (conforme art. 3º, § 1º, inciso II e §6º e art. 6º da Portaria Conjunta nº 589, de 27 de novembro de 2020).

A formalização do pedido ocorrerá com a manifestação de interesse nas modalidades "autoatendimento" ou "peticionamento" no Portal de Autuações, e a protocolização do requerimento preenchido, juntamente com os documentos de identificação, os instrumentos de procuração com poderes específicos para optar por uma das soluções legais (contendo o número do processo administrativo), os atos constitutivos de sociedades, as cartas de preposição e outros registros relevantes para qualificação no Sistema Eletrônico de Informações (Sei! Ibama).

O pedido será apreciado pelo Instituto e, após a análise, caso aprovado, o autuado será notificado por um dos e-mails informados no Requerimento. O interessado terá o prazo de quinze dias após recebimento da notificação para assinar o Termo de Adesão.

O dispositivo gera ganhos em economia e celeridade processual visto que possibilita o encerramento de processos logo após sua constituição, quando considerados aptos após análise do Ibama, a partir da assinatura do termo de adesão pelo autuado. Os benefícios trazidos pela iniciativa favorecem os interessados, a administração pública, a sociedade e o meio ambiente.

Conciliação Ambiental

A conciliação ambiental consiste na adoção, pelo autuado, de uma das soluções legais existentes (art. 98 A, § 1º, inciso II, alínea b do Decreto nº 6.514 de 2008:

  • Conversão de multa: quando solicitada até a fase processual da audiência de conciliação, o Núcleo de Conciliação Ambiental aplicará o desconto de 60% por cento sobre o valor da sanção consolidada. Ressalte-se que não há necessidade da realização da audiência para incidência do mencionado desconto, mas tão somente de requerimento antes do evento;
  • Pagamento: no caso do pagamento direto, o autuado fará jus ao desconto de 30% sob o valor consolidado da multa;
  • Parcelamento: o autuado também fará jus ao desconto de 30%, no entanto, o valor de cada prestação mensal, por ocasião do pagamento, será acrescido de juros equivalentes à taxa referencial do Sistema Especial de Liquidação e de Custódia (Selic) para títulos federais, acumulada mensalmente, calculados a partir do mês subsequente ao da consolidação até o mês anterior ao do pagamento, e de 1% (um por cento) relativamente ao mês em que o pagamento estiver sendo efetuado;
  • Depósito em conta judicial decorrente do Chamamento Público nº 02/2018.

A opção por uma das soluções legais encerra o processo apenas em relação à sanção pecuniária aplicada. Os encaminhamentos relacionados às medidas cautelares e às sanções não pecuniárias correm de maneira independente; eventuais requerimentos relativos às essas devem ser protocolados via SEI e serão encaminhados para decisão da unidade competente.

Caso não haja adesão às soluções legais mencionadas antes da audiência nem acordo na conciliação ambiental, o autuado ainda poderá aderir a outras soluções definidas no Decreto nº 6.514 de 2008, porém, com desconto de 50% quando o requerimento for apresentado até a decisão de 1ª instância, e 40% quando o requerimento for apresentado até a decisão de 2ª instância.

Superintendência de Apuração de Infrações Ambientais (Siam)
Assessoria de Comunicação Social do Ibama

Meio Ambiente e Clima
Share:

Acrísio Sena solicita reunião para tratar situação das rodoviárias do Ceará



O deputado Acrísio Sena (PT) anunciou, durante o primeiro expediente da sessão plenária da Assembleia Legislativa, nesta quarta-feira (19/05), que protocolou a solicitação à Comissão de Viação, Transporte e Desenvolvimento Urbano para realização de reunião técnica para tratar da revitalização e requalificação dos terminais rodoviários do Ceará.

O objetivo, de acordo com o parlamentar, é tratar as atuais condições em que se encontram os equipamentos e as políticas públicas voltadas para a qualificação dos serviços. Conforme o deputado, para a tratativa do assunto, é necessária uma articulação entre a União dos Vereadores do Ceará (UVC), Associação dos Municípios do Estado do Ceará (Aprece), Superintendência de Obras Públicas (SOP), Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Secretaria de Turismo, Agência Reguladora do Estado do Ceará (Arce) e câmaras de dirigentes logistas (CDLs).

“As rodoviárias representam pontos de segurança para os passageiros. São também centros de aglutinação cultural. Podem coexistir dentro desses locais pontos de difusão da cultura local, de aglutinação e referência da culinária local. Você vai ao Chile, à Argentina, ao Uruguai e vê rodoviárias que são verdadeiros centros de cultura. Nós queremos chamar que os poderes se emanem para pensar um projeto piloto, para servir de modelo para essa ideia”, ressaltou.

Acrísio Sena observou que muitos municípios não possuem rodoviárias, mas as cidades que têm os equipamentos estão em situações precárias, em que os ônibus não os utilizam mais. O parlamentar mencionou a rodoviária de Itapajé, onde, segundo ele, os ônibus paravam no espaço, que contava ainda com boxes e restaurantes. Hoje, os ônibus que vão até a cidade param em um restaurante. O mesmo caso acontece em Quixeramobim. “Dizem que os ônibus não cabem na rodoviária, mas vai caber em um restaurante próximo. É necessária uma revitalização. É responsabilidade do município, pode ter parceria com o Estado, com a iniciativa privada. Mas não podemos deixar na situação em que está hoje”, alertou.

O deputado lamentou a morte de dois agentes da Polícia Rodoviária Federal nesta quarta-feira (18/05), em Fortaleza, e criticou a utilização do caso para criticar o Governo do Estado e “praticar disputa eleitoral”. “É uma falta de respeito com a vida dos policiais da Polícia Rodoviária Federal e com suas famílias”, disse.

GS/LF

Share:

Programação gratuita do Quarta Cultural recebe Os Muringa, Maracatu Nação Fortaleza e Luana do Crato

 Projeto cultural acontece todas as quartas-feiras, às 19h, no Teatro São José.

Com a programação voltada para a comemoração do Dia do Maracatu, em 25 de março, a Quarta Cultural vai acontecer no Teatro Municipal São José, no Centro, com as tradições do grupo de Maracatu Nação Fortaleza, celebrando a cultura popular, além de forró e humor.

A entrada é gratuita e começa às 19h, com o Maracatu. Em seguida, o autêntico forró apresentado pela banda Os Muringa. A atração principal da noite será o humor do ator Luciano Lopes, através da personagem Luana do Crato, idealizada em 1993, cujas referências são parte das vivências com as pessoas simples da região do Cariri. A inspiração passa por cordéis, reisados e lapinhas.

Segundo a Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor), o projeto Quarta Cultural teve início no dia 20 de abril e já se tornou tradição, acontecendo todas as quartas-feiras, no mesmo horário e local, sendo exigida apenas a comprovação vacinal. Na agenda, humor é destaque, aliado com programações de dança, teatro, música, cultura popular e outras linguagens.

O Quarta Cultural é mais uma ação do Giro Cultural, pacote de ações da Secretaria que ocupa diversos equipamentos municipais, como Mercado Cultural dos Pinhões, Passeio Público, Anfiteatro da Beira Mar e o próprio Teatro São José.

Serviço

Quarta Cultural
Data: quarta-feira (25/05)
Horário: 19 horas
Local: Teatro São José (rua Rufino de Alencar, 299-327 – Centro)

Atrações:
Maracatu Nação Fortaleza
Forró com Os Muringa
Humor com Luana do Crato

Com informações da Prefeitura de Fortaleza

Share:

terça-feira, 24 de maio de 2022

Preço da cenoura cai 58,33% na Ceasa em Maracanaú

O entreposto da Ceasa em Maracanaú apresenta boas ofertas, de acordo com o comparativo mensal entre os dias 25 de abril e 23 de maio de 2022, elaborado pelo Sistema de Informação de Mercado da Ceasa – CE (Sima).

No setor de raiz, bulbo e rizoma, a cenoura especial caiu (-58,33%), passou de R$ 6,00 para R$ 2,50/kg, a cenoura extra (-50,0%), saiu de R$ 8,00 para R$ 4,00/kg e a batata inglesa (-38,33%), está custando R$ 3,70/kg. Com preço elevado destaca-se a cebola branca pequena (+4,55%), saiu de R$ 22,00 para R$ 23,00/kg e a cebola roxa (+2,86%), passou de R$ 7,00 para R$ 7,20/kg.

No setor das frutas, boa oferta para o maracujá que declinou (-26,67%), passou de R$ 7,50 para R$ 5,50/kg, a uva benitaka (-25,0%), saiu de R$ 8,00 para R$ 6,00/kg e a cajá umbu (-21,43%), está custando R$ 5,50/kg. Em alta, encontra-se o caju amarelo/vermelho (+66,67%), saiu de R$ 3,60 para R$ 6,00/kg, a manga tommy teve alta de (+50,0%), passou de R$ 2,40 para R$ 3,60/kg e o morango (+50,0%), a caixa com até 1,2kg está custando R$ 45,00.

Nas hortaliças, preço convidativo para o pimentão de primeira (-33,33%), passou de R$ 3,00 para R$ 2,00/kg, o pimentão extra (-17,78%), saiu de R$ 4,50 para R$ 3,70/kg e o tomate longa vida (-15,38%), está custando R$ 4,40/kg. O pepino aumentou (+50,0%), saiu de R$ 1,20 para R$ 1,80/kg, o feijão verde (+12,50%), passou de R$ 8,00 para R$ 9,00/kg e a vagem macarrão (+8,33%), está custando R$ 6,50/kg.

Na cesta básica, o açúcar cristal teve queda de (-2,63%), saiu de R$ 3,80 para R$ 3,70 e feijão preto (-1,37%), passou de R$ 7,30 para R$ 7,20/kg. O feijão de corda teve aumento de (+4,29%), saiu de R$ 7,00 para R$ 7,30/kg, o café (+1,35%), a caixa com 5kg está custando R$ 150,00 e o milhão grão (+0,95%), o saco com 60kg está custando R$ 106,00.

Share:

Embrapa Hortaliças: nova cultivar de grão-de-bico é destaque nas comemorações de aniversário

  - Adaptação à colheita mecânica é uma das características interessantes da BRS Kalifa

Adaptação à colheita mecânica é uma das características interessantes da BRS Kalifa

O lançamento de uma nova cultivar de grão-de-bico será um dos pontos altos da programação voltada à comemoração do aniversário da Embrapa Hortaliças, que completa 41 anos nesta sexta-feira (27/05). Trata-se da cultivar BRS Kalifa, que tem como principais características alta produtividade (acima de 2.500 kg/ha em áreas irrigadas no Cerrado), a adaptação à colheita mecânica e, ainda, sua dupla aptidão – pode ser destinada à comercialização de grãos secos e à indústria de conservas (grãos reidratados).

Além dessas qualificações, a nova cultivar insere-se entre as chamadas culturas de rotação às commodities algodão, milho e soja do agronegócio na região do Cerrado brasileiro, ou seja, pode ser utilizada como cultivo de “safrinha” (também conhecida como segunda safra). Outro atrativo especial para os produtores da leguminosa é a sua inserção no Zoneamento Agrícola de Risco Climático – Zarc. A cultura inserida no zoneamento pode representar inúmeras vantagens para os produtores, como indicações dos períodos de semeadura e dos níveis de riscos climáticos em cultivos de sequeiro e irrigado. 

Outro lançamento foi incluído na agenda das comemorações: o livro “Reflexões sobre perdas pós-colheita na cadeia produtiva de hortaliças”, que leva as assinaturas da pesquisadora Milza Lana e do técnico Carlos Banci, da Emater-DF. A partir do tema da pós-colheita, os autores abordam a questão das perdas sob o ponto de vista da segurança alimentar - que diz respeito ao acesso da população à oferta diversificada de hortaliças com alto valor sensorial e nutricional com preços acessíveis -, da sustentabilidade econômica da atividade agrícola e da inserção do produtor rural no mercado.

Parcerias com instituições públicas e privadas também entram no circuito das festividades sob a forma de assinaturas de acordos para a disponibilização de curso, atividades de fortalecimento de cadeia produtiva e desenvolvimento de projetos de pesquisa. Um dos exemplos é o “Tá na Horta", curso on-line que trata das técnicas de implantação e manejo de horta comunitária, e que foi possibilitado por meio de acordo firmado com o Ministério da Cidadania.

Outra parceria, dessa vez com o Mapa, contempla o fortalecimento da cadeia de valor do alho na região norte do Paraná e da região central do Espírito Santo. Mais uma assinatura, desta vez com a empresa Vegetal Agronegócios, refere-se ao projeto “Desenvolvimento de um sistema de produção inovador de mudas de morangueiro em sistema sem solo”.

Embrapa Hortaliças

Criada em 27 de maio de 1981 como Centro Nacional de Pesquisa de Hortaliças, a unidade da Embrapa contribuiu para a mudança do cenário da produção e consumo de hortaliças no País, trabalho que tem rendido o reconhecimento como centro de referência no Brasil e no exterior. Os projetos de pesquisa, conduzidos em parceria com uma rede de parceiros estratégicos de instituições públicas e privadas, têm disponibilizado tecnologias, produtos e informações que contribuem para o desenvolvimento sustentável da produção de hortaliças.

Anelise Macedo (MTB 2.749/DF)
Embrapa Hortaliças

Share:

Porteiras (CE): Ematerce participa de dia de campo sobre milho híbrido no Cariri

 A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Ceará (Ematerce), participou, nesta quinta-feira (19/05), no município de Porteiras (CE), da demonstração de milhos híbridos aos produtores rurais daquele município e demais participantes do evento. O dia de campo contou com 210 participantes e foi promovido pelo Programa Prospera que tem difundido no Estado do Ceará, e em outros estados do Nordeste brasileiro, outros dias de campo e possibilitou, aos agricultores, conhecer 5 tipos de genéticas de milho com alto índice de produtividade.

Abertura do evento em Porteiras

Participaram deste evento o presidente da Ematerce, Antônio Amorim, o diretor técnico da Ematerce, Itamar Lemos, o assessor estadual da Ematerce, Valdir Silva, o gerente regional da Ematerce, Eudim Braulino, a gerente local da Ematerce, Fátima Benício, o prefeito de Porteiras, Fábio Pinheiro, a secretária de agricultura de Porteiras, Cleide Romão, o coordenador do Prospera Ceará, Fabiano Leite, o agrônomo do Prospera, Leonardo Oliveira e o gerente do Banco do Brasil, Flávio Primo, entre outras autoridades.

Imagens aéreas do dia de campo em Porteiras (CE), clique aqui.

O Presidente da Ematerce, Antônio Amorim, discursou aos presentes no evento sobre o que esperar deste dia, acompanhe o vídeo através do link abaixo:

Fala do presidente da Ematerce, Antônio Amorim.

Desta vez a propriedade escolhida para sediar este plantio foi a propriedade do senhor Zé Penha, produtor com grande notoriedade no município pelo trabalho desenvolvido no campo. Na oportunidade foi apresentado aos agricultores as genéticas de milho do tipo B2810PWUB2433PWUB2612PWUB2782PWU e B2688PWU, materiais de milho que possuem especificações distintas a depender da escolha do produtor, mas com capacidade de entregar grandes resultados.

Grupo 1 assistindo apresentações sobre os milhos.

Segundo o Diretor Técnico da Ematerce, Itamar Lemos, e o Prefeito do município de Porteiras, Fábio Pinheiros, dias como esse são de grande aprendizado e que somam para o agricultor, empresa e para a agricultura, acompanhe as respectivas falas nos links disponíveis abaixo:

Diretor Técnico, Itamar Lemos fala sobre a demonstração de milhos híbridos.

Fala do Prefeito, Fábio Pinheiro.

Para visualizar todas os registros desse dia de campo, clique aqui.

 

Programa Prospera

Para conhecer mais sobre o Programa Prospera e sua atuação no Estado do Ceará, acompanhe nossa matéria já disponível em nosso site. Clique aqui para saber mais sobre este programa.

Share:

SDA atua na elaboração do Projeto Rota das Emoções para a região Nordeste

 Natalina Alves - Imagens

Técnicos da Secretaria do Desenvolvimento do Governo do Ceará participaram na última semana do planejamento para elaboração da Nota de Oportunidade do Projeto de Desenvolvimento Sustentável do Território da Rota das Emoções. O encontro foi promovido pela Câmara Temática da Agricultura Familiar do Consórcio Nordeste e representantes dos estados do Ceará, Piauí e Maranhão. As reuniões ocorreram na Universidade Federal do Delta do Parnaíba (UFDPAR), e contou com representantes das áreas de agricultura familiar, turismo e meio ambiente dos três estados.

O projeto visa promover a dinamização produtiva da agricultura familiar, da pesca artesanal e do turismo por meio do uso sustentável dos recursos naturais, práticas inovadoras e gestão participativa do território através de um selo de identidade própria da região da Rota das Emoções.

O Projeto Rota das Emoções é uma iniciativa que busca a integração entre Agricultura Familiar, Turismo e Meio Ambiente promovendo o desenvolvimento sustentável por meio de um protocolo de intenções assinado em 2019 entre os Governadores do Nordeste e o Governo Francês.

Share:

Companhia de Guarda da Alece entrega 1 tonelada de alimentos a associações



A 2° Companhia de Policiamento de Guarda, sediada na Assembleia Legislativa do Ceará, entregou, na manhã desta segunda-feira (23/05), uma tonelada de alimentos, totalizando 100 cestas básicas, para 16 associações de catadores de materiais recicláveis, no bairro João XXIII. A ação foi articulada pela Célula de Articulação e Fomento à Cidadania, que compõe o Comitê de Responsabilidade Social da Casa.

O tenente-coronel Marcelo Vasconcelos explicou que, em celebração aos 19 anos do aniversário da 2° Companhia, comemorado neste mês de maio, os policiais fizeram essa campanha de arrecadação e angariaram cerca de 1,5 tonelada de alimentos. “Fazemos essa campanha há sete anos e, ao longo desses anos, já arrecadamos mais de sete toneladas de alimentos”, disse.

O militar salientou que, além da associação de catadores, as campanhas costumam ajudar comunidades e instituições carentes. “Queremos com isso transcender a atividade da segurança pública e ajudar aqueles que mais estão precisando”, afirmou.

Para Tamires Guimarães, orientadora da Célula de Articulação do Comitê de Responsabilidade Social, a ação é de grande relevância e auxilia pessoas que foram muito atingidas durante a pandemia. “Fomos procurados pela Polícia Militar para participar dessa ação e articular essa entrega. Encheu-nos de alegria poder fazer parte de um momento tão importante”, assinalou.

Tamires Guimarães ressaltou ainda que o Comitê de Responsabilidade Social da Casa já trabalha junto a associações de catadores de resíduos buscando auxiliar famílias em situação de vulnerabilidade.

O presidente da Rede Estadual de Catadores, Cícero Souza, agradeceu a ação dos integrantes do policiamento da Assembleia e frisou que muitas famílias atualmente vivem com apenas R$ 300 no mês. “É um momento emocionante receber esses alimentos, que vão fazer uma imensa diferença na vida de muitas famílias hoje. Agradeço demais a parceria da Assembleia, que está sempre buscando meios de beneficiar e ajudar a nossa associação”, apontou.

A presidente da Associação Rosa Virgínia, Musamara, explicou que, atualmente, 16 associações compõem a rede de catadores de resíduos, entre elas, a Associação Ecológica dos Coletores de Materiais Recicláveis da Serrinha e Adjacências (Acores), Sociedade Comunitária de Reciclagem de Lixo do Pirambu (Socrel), Associação dos Catadores do Jangurussu (Ascajan), Associação dos Agentes Ambientais Rosa Virginia, Associação Brisa Mar, Associação Raio de Sol, Grupo Moura Brasil, Associação dos Catadores da Rosalina, Associação de Recicladores Amigos da Natureza (Aran), Associação Mulheres em Cena, Associação Viva a Vida, Associação dos Catadores de Ascarosa.“Agradeço esse momento, esse dia de graça, em nome de todas as famílias de catadores aqui presentes”, comemorou.

Nesta terça-feira (24/05), a 2° Companhia de Policiamento e Guarda da Casa vai realizar a entrega de meia tonelada de alimentos para o Salão Comunitário Padre Tornatore, localizado em Caucaia, que atua com arte e cultura atendendo idosos e crianças.

GM/CG

Share:

Seminário Donas de Si mobiliza mulheres dos municípios de Barbalha e Milagres



Mulheres do município de Barbalha participaram, nesta segunda (23/05), do Seminário Donas de Si, realização do Instituto Future com patrocínio da Assembleia Legislativa do Ceará, por meio da Procuradoria Especial da Mulher e da Sala do Empreendedor. A programação acontece na Câmara Municipal do município e segue com atividades nesta terça-feira (24/05). Paralelamente, o município de Milagres recebe o evento, nesta segunda e terça-feira.

 
Na abertura das atividades, a procuradora da mulher do município de Barbalha, vereadora Efigênia Garcia Mendes, enalteceu a iniciativa do projeto e valorizou a importância da criação das procuradorias das mulheres em todo o Ceará, principalmente na região do Cariri, onde há o maior índice de violência contra mulheres no Estado.
 
Para a procuradora, o seminário revela o quanto empreender em nosso País é difícil e empreender sendo mulher é mais desafiador ainda. “Por vivenciarmos uma sociedade patriarcal, enfrentamos batalhas diárias que só nós sabemos. Por isso estamos aqui para desmistificar essa prerrogativa. Precisamos desconstruir a cultura do machismo e construir uma rede de apoios entre nós mulheres, esse é apenas o primeiro passo”, destacou.
 
Efigênia acrescentou que os aprendizados do Seminário Donas de Si foram o pontapé inicial para um projeto ainda maior para o município de Barbalha. Segundo ela, a Procuradoria da Mulher de Barbalha investirá, no segundo semestre deste ano, no projeto Empreender Mulher, que dará continuidade à qualificação das mulheres da cidade e continuará incentivando-as a serem donas dos seus próprios caminhos. 
 
SEMINÁRIOS
 
No primeiro momento, realizado pela manhã, o seminário contou com a participação do palestrante Luciano Lopes, consultor do Instituto Future, que abordou sobre o empoderamento feminino com foco em habilidades socioemocionais e fortalecimento da autoestima das mulheres.
 
Já no período da tarde, a psicóloga da Procuradoria Especial da Mulher da Alece, Melina de Paula, explicou sobre o funcionamento do órgão, as formas de acolhimento das diversas demandas das mulheres, assim como a parceria com municípios das 55 procuradorias no Ceará. Ela apresentou ainda os tipos de violência, como a física, psicológica, moral, sexual e patrimonial, e divulgou o projeto Zap Delas, canal direto de comunicação para mulheres, disponível pelo telefone (85) 99814-0754.
 
A manicure e design de sobrancelhas Maria Valdeilde, que acompanhou as palestras, avaliou o projeto Donas de Si como primordial em sua carreira. Segundo ela, é através da conversa com os palestrantes que, a partir de agora, saberá quais caminhos a seguir, desde o apoio finceiro pelos bancos especializados até como angariar novos clientes.
 
“Atendo meus clientes na sala de casa e hoje saio daqui mais capacitada para continuar investindo no ramo da beleza, que é o meu forte”, conta a manicure.
 
MOMENTO INSPIRAÇÃO
 
O Momento Inspiração, espaço destinado às mulheres empreendedoras para compartilharem suas experiências, teve como palestrante a piauiense Isalde Cruz, empreendedora que atua no comércio de roupas e acessórios em Barbalha. Ela relatou, dentre as diversas dificuldades da sua vida, o início do seu sonho em empreender. 
 
“Comecei num quartinho pequeno e sempre tive muito incentivo de outras mulheres que me diziam: 'é assim que começa um sonho'. E é assim que hoje eu me considero uma mulher de sorte nesse ramo comercial de roupas e acessórios femininos”, disse. Além disso, outra dificuldade a ser enfrentada foi quando entrou no ramo da construção civil, tipicamente masculino, o que, segundo ela, foi muito mais complicado que empreender.
 
A empresária ainda contou sobre o drama da descoberta de um câncer raro, que, para ela, foi mais um recomeço. “A beleza feminina está nos cabelos e eu perdi os meus. Me perguntei porque Deus me deu um câncer no momento em que eu estava no ápice da minha carreira. Hoje sei que o propósito era poder ajudar outras mulheres a conhecerem suas fortalezas inspiradoras e incentivá-las a serem donas das suas histórias”, concluiu.
 
Ao final, a cantora Mariana Correia cantou a música “Dona de Mim”, da intérprete Iza. Segundo Mariana, essa música representa o poder feminino e inspiração para todas as mulheres.
 
Participaram ainda do evento o presidente da Câmara dos Vereadores, Odair José de Matos (PT); o vereador Dorivan Amaro (PT); o diretor da Câmara Municipal, Carlos Tarafel; a procuradora-adjunta, Luciana dos Santos; a coordenadora da Procuradoria da Mulher, Lirida Callou, e a coordenadora de desenvolvimento Regional da Sala do Empreendedor, Jarina Santana, todos do município de Barbalha.
 
No encontro de amanhã (24/05), os participantes receberão orientações do representante da Sala do Empreendedor da Assembleia Legislativa, Wilkson Santos, sobre como formalizar uma empresa, os benefícios da formalização e os créditos para investimento. Além disso, haverá informação sobre empréstinos financeiros com os agentes de crédito do Crediamigo, do Banco do Nordeste e da Cearacred. Ao final, será realizada a entrega de certificados e sorteio de brindes para as mulheres que participaram do evento.
 
DONAS DE SI EM JARDIM E MAURITI
 
Na próxima quarta e quinta-feira (25 e 26/05), o Seminário Donas de Si também leva capacitação às mulheres dos municípios de Jardim e Mauriti, a partir das 8h, nas câmaras municipais de cada cidade.
 
O projeto Donas de Si tem como proposta promover ações articuladas de empreendedorismo feminino com foco na ascensão profissional da mulher, emancipação econômica, geração de renda e independência financeira.
 
A iniciativa já passou pelos municípios de São Benedito, Carnaubal, Croatá, Guaraciaba do Norte, Fortim, Itaiçaba, Quixeré, Paracuru, São Gonçalo do Amarante, Apuiarés e Pentecoste.
 
DL/LF
Share:

Redes Sociais

. Twitter Google Plus Email Twitter Facebook Instagram email Email

As Mais Lidas do Site

Mudas Frutíferas

Sebrae

Assembleia Legislativa do Estado do Ceará

Blog do Rogério Gomes

Olhar Munipal com Fábio Tajra

Acordeon para iniciantes

Tempo Agora em Fortaleza

Ouça no Rádios Net

Total de visualizações do Site